Vendas de Natal crescem em 2017 e trazem perspectivas de mais postos de trabalho

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revisou a projeção de vendas para o Natal em 2017 e concluiu que, neste ano, a data deve movimentar R$ 34,9 bilhões, um avanço de 5,2% quando comparado com o mesmo período de 2016. Este é o maior volume desde 2013. O assessor para assuntos econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC), Alex Barros, diz que a notícia traz ainda a expectativa de mais postos de trabalho temporários.

Ainda segundo o estudo da CNC, “os segmentos de hiper e supermercados (R$ 11,8 bilhões), lojas de vestuário (R$ 9,0 bilhões) e de artigos de uso pessoal e doméstico (R$ 5,1 bilhões) deverão responder por 74% do faturamento das vendas natalinas deste ano. Em termos relativos, o maior aumento nas vendas deverá ocorrer nas lojas de móveis e eletrodomésticos (+17,8% na comparação com 2016). Apesar de 27,4% dos varejistas considerarem o nível corrente dos seus estoques acima do adequado, o percentual é menor do que aquele encontrado em 2016, de 30,4%”.

Barros relembrou o natal de 2016, quando o volume de vendas no varejo chegou a -0,9% em relação ao ano anterior. “O atual cenário é resultado das reformas estruturantes realizadas pelo governo federal, bem como a deflação, que é a baixa dos preços, a queda dos juros e o retorno gradual e contínuo do emprego, no Acre”, disse.

De acordo com o estudo feito pela CNC, um dos principais motivos para o otimismo por parte dos lojistas seria a deflação. “A cesta composta por 214 bens ou serviços mais consumidos nesta época do ano mostra que, na média, os preços medidos através do IPCA-15 apresentaram recuo de 1,2% nos 12 meses encerrados em novembro – resultado inédito desde o início desse levantamento, em 2001”, complementou o estudo.

Fonte: Ascom Fecomércio/AC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: