Farmácia Popular aguarda sanção do prefeito da Capital

A Câmara aprovou e espera agora que o prefeito de Rio Branco sancione projeto de lei que cria a Farmácia Solidária. A matéria aprovada por unanimidade no Legislativo obriga a prefeitura a criar nas unidades de saúde estrutura para receber medicamentos que forem doados.

Os servidores desses setores devem selecionar os remédios recebidos, verificar validade e colocar à disposição para a população. De acordo com Mamed Dankar, autor do projeto, vários medicamentos ficam perdidos nas residências sem uso.

As pessoas ou colocam no lixo ou terminam doando para pacientes sem nenhuma prescrição médica. “Esses medicamentos em casa é um risco por causa de contaminação, jogar no lixo é prejuízo, pois muitas pessoas podem estar precisando. O certo é o município é colocar técnicos para repassar esses remédios a quem está precisando”, alegou.

O projeto de lei prevê que a prefeitura faça campanhas informativas mostrando para a população onde pode doar e como as pessoas que precisam do medicamento podem receber.

Rio Branco enfrenta uma crise nas farmácias dos postos de saúde com a falta de muitos medicamentos e a farmácia solidária poderia ajudar a amenizar esse problema.

Resta saber se o prefeito concorda e vai sancionar a lei. Tentamos contato com a secretaria de Saúde de Rio Branco, mas o secretário não atende ao telefone.

Fonte: agazeta.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: