TJ mantém absolvição de ex-vereador em caso de estupro de vulnerável

RN7
0 0

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) manteve, nesta quarta-feira, a absolvição do ex-vereador de Campo Grande Eduardo Romero (Rede) no processo criminal onde ele é de estupro de vulnerável.

O caso teria acontecido em novembro de 2017, porém o caso só veio à tona em 2019. Na época, a suposta vítima, teria 13 anos.

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPMS) denunciou o ex-parlamentar, no entanto, o juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal, entendeu que não havia provas suficientes.

O advogado do político, José Roberto da Rosa, afirmou que a decisão do Tribunal nesta tarde, só confirmou a inocência de seu cliente no caso.

“O Judiciário agiu da forma mais correta possível, pois a prova que foi produzida durante o processo não foi o suficiente para que se pensasse de forma contrária à inocência do Romero. As acusações sobre o tempo, o lugar, onde teria ocorrido o crime, não teria se dado da forma como o adolescente afirmou.”

e complementou dizendo que “agora a defesa aguarda manifestação, ou não, do Ministério Público sobre a sentença de hoje. Caso o órgão recorra ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), acreditamos novamente na absolvição já a que a prova contra meu cliente não se sustenta.”

Procurado pelo Correio do Estado, o ex-vereador não quis se pronunciar, porém afirmou que a sentença já diz tudo sobre o caso.

O caso

O vereador de Campo Grande, Eduardo Romero (Rede), é réu em um processo que tramita na 7ª Vara da Infância e da Juventude no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) por suposto crime de estupro de vulnerável.

O caso foi registrado da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga em novembro de 2017.

Conforme informações obtidas pelo Correio do Estado, após a denúncia na Depac, o caso foi transferido para a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e ficou sob responsabilidade do então delegado titular, Paulo Sérgio Lauretto.

Ele não quis dar detalhes do caso, porém, conforme a Polícia Civil, o vereador teria abusado sexualmente de um menino de 13 anos.

De acordo com o registro policial, no dia 12 de novembro a criança foi junto com um tio na casa do vereador para auxiliar o tio no serviço de pedreiro.

Ele contou à mãe, que registrou o boletim de ocorrência, que estava no interior da residência passando fios para o tio, que estava na laje, quando o parlamentar chegou.

O vereador teria encontrado o menino sozinho na casa e o levado para outro quarto, onde possivelmente aconteceu o ato e Romero, ainda conforme registro policial, convidou o adolescente para retornar a casa à noite.

A mãe da vítima percebeu que o filho estava com comportamento estranho e arredio, além de reclamações de dores de cabeça, o indagou sobre o que estava acontecendo e, após cinco dias, o menor relatou o ocorrido.

A família da vítima foi a casa do vereador questioná-lo sobre o caso e o mesmo negou, porém teria voltado atrás e pedido para conversar. Pessoalmente, ainda conforme registro policial, ele teria confessado à mãe do menor o abuso, alegando que fez o que fez porque estaria sob efeito de drogas.

Após a conclusão do inquérito o caso foi entregue para o Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPE-MS), que ofereceu denúncia à Justiça no dia 30 de janeiro de 2018.

O promotor responsável pelo caso é o da 68ª Promotoria de Justiça de Campo Grande, Celso Botelho de Carvalho.

CORREIO DO ESTADO

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Em Rio Branco, 700 crianças carentes recebem kit escolar de projeto solidário para início do ano letivo

Setecentas crianças carentes de Rio Branco estão sendo beneficiadas com um kit escolar para início do ano letivo, previsto para começar em maio. O material foi comprado pelo Projeto Olhar Diferente por meio de doações e vai alcançar 13 comunidades carentes da capital acreana. As entregas começaram na quinta-feira (29), […]
%d blogueiros gostam disto: