Wilson, o que foi feito com R$ 1,7 bilhão de recursos do FTI? Qual o legado da ‘nova política’?

RN7
0 0

O governo de Wilson Lima é campeão em receitas apesar de ter sofrido com um ano que foi duramente afetado pela crise causada pela pandemia de Covid-19. Mesmo com os cofres públicos cheios de dinheiro, o interior do Estado não recebe a devida atenção e investimento necessários. Caro leitor, existe uma verba de R$ 1,7 bilhão do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) que deveria ser investido nos últimos anos em infraestrutura nos municípios do interior. Esse investimento, chegou aos 61 municípios do interior? Com tanto dinheiro em caixa, porque até agora o interior do Amazonas não tem um único leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)? Quais são as prioridades do governo?

Segundo denúncia realizada na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) pelo deputado estadual Dermilson Chagas, o atual governador está com os cofres cheios de dinheiro. Wilson Lima deveria investir R$ 1,7 bilhão do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) no interior do estado com o objetivo de gerar mais obras, saneamento, construção de hospitais e escolas, calçamento, incentivo à pesca, gerando emprego e renda para a população amazonense.

Denúncia

Um grande questionamento realizado pelo parlamentar foi sobre com o que foi gasto todo esse recurso. “O FTI já deu de arrecadação R$ 1,7 bilhão e o que foi gerado de emprego e renda? O que foi feito de saneamento básico? O que foi feito de pavimentação? O que foi feito de escola? O que foi feito de hospitais? O que foi feito com R$ 1,7 bilhão que eram para o interior? Quantas obras tem lá no seu município que possa dizer ‘aqui o Wilson gerou emprego’?, enfatizou Dermilson.

Mudança transformadora

Wilson Lima venceu as eleições de 2018 vendendo ser ‘a mudança transformadora’ que o Amazonas tanto precisava em meio a ‘velha política’. Mas, o que o ‘novo’ fez e deixou de legado além de rastros suspeitos de corrupção e descaso principalmente com a saúde pública do Estado que mesmo após sofrer duas ondas da pandemia de Covid-19, ainda sente os reflexos? Ah, caro leitor. O que será de nós amazonenses se vier a terceira onda? O que vai faltar dessa vez nos hospitais?

Legado

Citando o legado político do atual gestor do Amazonas, o deputado Dermilson Chagas questionou quais foram as grandes obras feitas por Wilson Lima. “Quantas obras dos ex-governadores como Eduardo Braga e Amazonino estão inacabadas? As obras que este governo deram continuidade ainda são de governos passados. No primeiro ano de governo Wilson, ele teve superávit de R$ 20 bilhões, no segundo ano de R$ 22 bilhões, estamos no terceiro ano e o que foi feito de projeto? São muitos recursos e poucas obras. Pouco planejamento, pouco desenvolvimento. O que nós temos? Uma legião de desempregados”, finalizou.

Justiça

Como é de se esperar, o governo de Wilson Lima recorre a toda e qualquer orientação judicial que não seja de seu agrado. Após a população amazonense sofrer sem a compra de vacinas contra a Covid-19, a Justiça Federal havia determinado no final de fevereiro que o governo comprasse vacinas com R$ 150 milhões do FTI. No início de março, a decisão foi suspensa pelo presidente do Tribunal Regional Federal (TRF), Ítalo Fioravanti Sabo Mendes, após o governo recorrer à determinação.

D24am

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Cães soltos nas ruas de Envira representam ameaça perigosa

Qualquer cidadão envirense que transita pelas ruas da cidade é conhecedor do grande número de cães soltos pela cidade, e ausência de campanhas de sensibilização quanto a adoção responsável, castração ou contra raiva tornam a situação um alerta preocupante O cão é o melhor amigo do homem, isso é fato, […]