Assomasul retoma atividades internas, mas mantém restrições ao público

RN7
0 0

A Assomasul retomou nesta segunda-feira (5) às suas atividades internas normais depois do período de adaptação a decreto estadual para evitar o avanço da Covid-19 em Mato Grosso do Sul. No entanto, mantém restrições ao atendimento público, com exceção de prefeitos e prefeitas.

Aqueles que desejarem atendimento devem solicitar o agendamento por meio do telefone (67) 3348-5000.

Desta forma, a entidade municipalista segue o novo decreto do governo do Estado que  permite o funcionamento de praticamente todas as atividades econômicas do Estado, embora os estabelecimentos precisam continuar cumprindo as medidas e protocolo de biossegurança.

O governador Reinaldo Azambuja fez o anúncio no último dia 31 sobre as novas medidas, durante a live da SES (Secretaria Estadual de Saúde).

A flexibilização das atividades só foi possível graças ao entendimento entre o governo e Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), durante videoconferência ocorrida no último dia 30 com a participação de secretários de Estado, o presidente da entidade, Valdir Júnior, prefeitos e prefeitas.

Após exaustiva discussão sobre o tema, o presidente Valdir Júnior avaliou que a economia não pode ser deixada de lado, apesar da prioridade da saúde em decorrência da crise causa pela pandemia da Covid-19 (novo coronavírus).

O retorno às atividades dos diretores e funcionários da entidade continua com a mesma determinação de seguir as normas de biossegurança, incluindo distanciamento social e uso de máscaras e álcool em gel.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

É essencial que igrejas fiquem abertas, diz presidente de entidade

No pior momento da pandemia, os brasileiros enfrentam ainda a proibição das atividades religiosas coletivas presenciais. “É essencial que as igrejas continuem abertas, funcionando, mantendo o seu trabalho”, afirma o bispo Eduardo Bravo, presidente da Unigrejas (União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos). “A presença da pessoa na igreja e […]