Em 24 horas, chove mais que todo acumulado do mês de novembro em Rio Branco

RN7
0 0

Dados da Defesa Civil do Estado apontam que em 24 horas choveu mais que todo o mês de novembro em Rio Branco. Entre as 6h de sábado (26) e 6h desse domingo (27) foram registrados 49 milímetros de chuva, um milímetro a mais que todo acumulado do mês passado.

Devido à quantidade de chuvas na capital acreana, o Corpo de Bombeiros atendeu ao menos sete chamados de alagamento de casas e também de vias públicas por conta de bueiros entupidos. Não houve registro de desmoronamentos ou quedas de árvores.

“Nesses casos de casas alagadas por conta de bueiros obstruídos que acabam não escoando a água, nós vamos até o local, orienta as famílias, mas não há necessidade de remoção, uma vez que a enxurrada passa rápido. Então, tivemos em torno de sete acionamentos nesse sentido, alguns, inclusive, fizemos orientação apenas por telefone”, disse o major Cláudio Falcão, dos Bombeiros.

O acumulado de chuvas nos 28 dias de dezembro, segundo os dados, é de 354 milímetros. O número é 105 milímetros a mais do que o esperado para todo o mês, que é de 249 milímetros.

Nos 30 dias de novembro deste ano foram acumulados 48 milímetros de chuva, sendo que o esperado para o mês é 200 milímetros. No ano de 2018, foram registrados 149,8 milímetros de chuva em novembro, já em 2019 foram 373,2 milímetros.

Rio Acre

Por conta do volume de chuva entre sábado e domingo, o nível do Rio Acre registrou um aumento de 55 centímetros. No entanto, nesta segunda-feira (28), o manancial apresentou uma vazante de 11 centímetros e marcou 8,36 metros.

“Ocorre que em 48 horas, o Rio Acre em Assis Brasil, no interior do estado, apresentou um aumento de 5,52 metros. Então, é um nível bastante elevado em pouco tempo e nós sabemos que essa água não chega toda na capital, mas vai chegar em parte. Temos ainda elevação do nível do Rio Espalha e Rio Xapuri, sendo que todos desaguam no Rio Acre. Por isso, esse recuo que teve nas últimas 24 horas não significa muita coisa, já que daqui uns dias o rio deve voltar a subir e chegando em 10 metros, a situação muda completamente” afirmou Falcão.

Rio Tarauacá ultrapassa cota de transbordo, atinge dois bairros e famílias são retiradas de casa — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros
Rio Tarauacá ultrapassa cota de transbordo, atinge dois bairros e famílias são retiradas de casa — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros

Situação no interior

Também por conta das fortes chuvas, o Rio Tarauacá, que fica na cidade de mesmo nome, no interior do Acre, está um metro acima da corta de transbordo e já atinge os bairros Senador Pompeu e Triângulo e cerca de 4,9 mil casas. Segundo dados da Defesa Civil do município, o manancial marcou 10,50 na medição das 9h desta segunda-feira (28).

Duas famílias que foram atingidas pelas águas já foram retiradas de suas casas e levadas para um abrigo na escola Joao Ribeiro. Ainda de acordo com a Defesa Civil, já existem famílias que foram para casas de parentes por conta da cheia do rio, as desalojadas, mas não se sabe quantas.

Essa é a maior cota do Rio Tarauacá este ano e está 10 centímetros acima da registrada no último dia 24 de março, quando o manancial também ultrapassou a cota de transbordo e atingiu bairros.

Igarapé transbordou e rompeu estrada no interior do Acre — Foto: Vitor Onofre/Arquivo pessoal
Igarapé transbordou e rompeu estrada no interior do Acre — Foto: Vitor Onofre/Arquivo pessoal

A forte chuva de sábado (26) também acabou abrindo uma cratera em um dos trechos da BR-364, entre as cidades de Tarauacá e Cruzeiro do Sul, no interior do estado. O rompimento na rodovia teria sido causado pelo transbordamento do Igarapé Maracanãzinho.

Nesta segunda (28), o acesso à cidade de Cruzeiro do Sul, por via terrestre, foi restabelecido após a construção de um desvio provisório na BR-364.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal do Acre (PRF-AC), o trecho segue em obras, mas foi liberada a passagem de veículos leves, no sistema de pare e siga, controlado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Veículos pesados ainda não foram liberados no trecho.

G1 – AC

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Mesmo com alta de casos de Covid-19, trabalhadores de eventos em Manaus reivindicam o retorno das atividades

Trabalhadores do setor de eventos se reuniram em frente à sede do Governo do Amazonas, em Manaus, na manhã desta segunda-feira (28). A categoria pede que o governo flexibilize as regras para a realização de festividades e cerimônias para que volte às atividades, assim como já flexibilizou a volta do […]