Governo envia SMS solicitando a devolução de auxílio emergencial indevido

RN7
0 0

Por meio do Ministério da Cidadania , o governo federal vai enviar, entre hoje e amanhã, mensagens de textos solicitando a devolução do dinheiro pago através do auxílio emergencial para beneficiados indevidamente, ou seja, casos de irregularidade.

Informações acerca de como proceder para contestar o benefício cancelado também estarão presentes na mensagem. Cerca de 1,2 milhões de pessoas serão notificadas.

“Todos aqueles que receberem a mensagem de texto poderão contestar a informação através do site da Dataprev. O período para contestação termina no dia 31/12 . Após este prazo, não será possível contestar, apenas proceder com a devolução do recurso recebido”, informou a Pasta por meio de uma nota.

É necessário ter muita atenção com dois fatores importantes para que não ocorram fraudes: a mensagem enviada deve conter o CPF do beneficiário e, também, o link para o site do Ministério da Cidadania. A mensagem será enviada pelo número 28041 e, segundo o alerta do ministério, “qualquer mensagem enviada de um número diverso, com este intuito, deve ser desconsiderada”.

De acordo com o governo, até o momento, cerca de R$ 230 milhões já foram devolvidos por aproximadamente 197 mil pessoas que receberam o benefício indevidamente. Essas devoluções foram feitas pelo site e app do auxílio emergencial .

Devolução

Para solicitar a devolução , é necessário acessar o site do ministério da cidadania e inserir o CPF do beneficiário.

Depois de preencher todas as informações, será emitida uma GRU (Guia de Recolhimento da União). O pagamento da GRU poderá ser feito através dos canais de atendimento do Banco do Brasil.

ECOS DA NOTÍCIAS

 

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Bruxelas autoriza uso da vacina da Pfizer contra Covid-19 na UE

A Comissão Europeia (CE) concedeu nesta segunda-feira uma licença condicional à Pfizer/BioNTech para utilizar sua vacina contra a Covid-19 “ao mesmo tempo e nas mesmas condições” em países europeus, que chega poucas horas depois a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ter aprovado o medicamento. Em breve aparição, a presidente da […]