Coronel Ulysses carta de despedida “ Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”.

RN7

Hoje deixo o Comando da Polícia Militar do Acre com o sentimento de dever cumprido para com a população acreana e para Corporação que tenho orgulho de pertencer.

São mais de 30 anos de carreira militar, iniciada no Exército aos 17 anos de idade e mais de 28 anos de serviço exclusivamente prestados à PMAC, ou seja toda a minha vida dedicada a proteger, servir e cuidar do povo acreano, sem jamais me desviar do juramento de sacrifício da própria vida em prol do Estado do Acre.

Na Polícia Militar fiz grandes amigos e verdadeiros irmãos, a quem neste momento me dirijo para agradecer pelos incontáveis serviços que tiramos juntos, noite adentro, patrulhando e velando pela vida das pessoas, atendendo e gerenciando as mais diversas ocorrências, tiroteios e operações de alto risco, onde corajosamente cuidamos um dos outros e lutamos para salvar vidas anônimas, combatendo o crime com a proteção de Deus, com o intuito de não permitir que o mal prevaleça. Sem dúvidas sentirei saudades.

Com toda sinceridade, enquanto escrevo esse texto me emociono pelo fato de mesmo tendo alcançado o último posto, tendo exercido a função mais importante da corporação, ainda há muito a se fazer, mas tenho certeza que os policiais militares que hoje permanecem na caserna farão coisas maiores e melhores do que eu.

A vocês meus eternos irmãos de farda presto a minha respeitosa continência e deixo uma breve reflexão: Honrem a Polícia Militar do Acre, instituição centenária e permanente, um patrimônio do povo acreano e por Deus abençoada. Somos fortes porque fomos forjados nas agruras da vida. As vezes não somos reconhecidos por aqueles que “nunca sentiram o cheiro da pólvora”, mas isso é natural, pois quem nunca combateu o crime na linha de frente e nunca olhou o preto dos olhos do inimigo, jamais terá a compreensão da essência de ser policial militar.

Agradeço ao meu irmão Coronel Paulo Cézar, atual Secretário de Justiça e Segurança Pública, pela oportunidade de no final das nossas carreiras nos encontrarmos novamente para lutar contra o crime e dar outra cara para a segurança pública do nosso Estado, uma vez que já havíamos feito isso na nossa juventude em várias unidades operacionais que trabalhamos juntos e na fundação da saudosa Companhia de Operações Especiais (COE).

Agradeço de todo o meu coração ao Governador Gladson Cameli, por ter confiado em minha pessoa no cumprimento da missão de Comandar a Polícia Militar, uma das instituições mais importantes do Estado do Acre. Fica registrado aqui meu respeito e admiração pela sua liderança carismática conquistada no âmbito político e na condução do nosso querido Estado. Permaneço à sua disposição.

Estendo as palavras de agradecimento acima ao Vice-Governador MAJ Rocha que também foi um dos grandes apoiadores dessa minha jornada no Comando da nossa briosa Polícia Militar do Acre.

Minha eterna gratidão ao meu saudoso pai, Sargento Damião, do 7º BEC/CZS, minha fonte de inspiração do militarismo e a minha amada mãe, Railda, mulher perseverante que se constituiu na alavanca que deu início à minha carreira militar.

Agradeço a minha família que ao longo dos meus 30 anos de carreira, sempre se sacrificou em relação a tempo, convívio e atenção. Digo a vocês, minha esposa Dayanna, minhas filhas Gyovanna e Emanuella, meu filho Samuel, hoje se inicia um novo ciclo nas nossas vidas, agora poderemos curtir e fazer tudo aquilo que planejamos e sonhamos, e que não era possível em razão da carga descomunal que a nossa profissão nos impõe.

Agora o mais importante: Minha gratidão a Deus por ter me concedido todas estas bençãos e ter me livrado de todo o mal. Tudo vem de ti ó Senhor dos Exércitos e meu Deus. Somente a ti Senhor, meu Deus, seja toda honra e toda a glória, hoje e para todo sempre.

Finalizo reafirmando a toda população que estou à disposição para continuar contribuindo com o crescimento e desenvolvimento do nosso amado Estado do Acre. Mesmo na reserva continuo sendo um soldado do povo e digo que o Acre precisa se desenvolver, o povo do Acre precisa ser ouvido e tratado com carinho, ser livre e respeitado, o Acre tem tudo pra ser um Estado rico, pois possui um povo guerreiro e que tem um histórico de luta e de trabalho.

“ Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”.

Deus abençoe a todo o povo acreano.

Deus abençoe o Estado do Acre.

Coronel Ulysses Araújo – Comandante Geral da PM

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

Governo cria grupo para analisar lei orgânica que sugere extinção do Iapen no Acre

Após receber a Lei Orgânica […]