Assembleia de Deus pode responder criminalmente por ignorar pandemia

RN7
0 0

O pastor Luiz Gonzaga, presidente da Igreja Assembleia de Deus em Rio Branco, foi notificado junto com a instituição através da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), e do Ministério Público Federal (MPF), com uma representação cívil e criminal.

Constam da representação as notícias que, ao menos em duas oportunidades, a Igreja Assembleia de Deus em Rio Branco (AC) promoveu reunião com mais de 100 pessoas, desrespeitando o Decreto Estadual que veta atividades religiosas presenciais em razão da pandemia de Covid-19. Tal prática, segundo a PRDC, configura, além de crime, ilícito contra a saúde pública.

De acordo com o MPF, estudos de nível internacional apontam atividades religiosas como sendo de alto risco para a disseminação do coronavírus, e o estado do Acre ainda está em plena subida no números de infectados e de mortos.

Os casos devem ser avaliados pelos promotores de Justiça das áreas cível e criminal, a quem os casos serão distribuídos no âmbito do MPAC.

Pastor Luiz Gonzaga (Reprodução)
Pastor Luiz Gonzaga (Reprodução)

O FUXICO GOSPEL

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

A menina dos olhos de Rocha “Branca Menezes”

Uma fonte ligada aos bastidores do poder no Estado, nos confidenciou nesta manhã de segunda-feira (29) que, a campanha de Branca Menezes (PSDB) será a menina dos olhos do vice-governador Major Rocha (PSDB). Quem viver verá! Será……. Uma abelhinha noz afirmou que isso é verdade!   COLUNA “O BURRO DA […]