Culto presencial deixa 38% dos fiéis contaminados

RN7

Eventos com aglomerações de pessoas representam um alto risco para a transmissão do novo coronavirus. Por este motivo, até reuniões religiosas estão supensas durante essa pandemia.

Nesta terça-feira (19), 35 casos de covid-19 entre 92  participantes em eventos de uma igreja rural do estado Arkansas, nos Estados Unidos. Os casos foram registrados entre 6 e 11 de março. Do total de infectados, três pessoas morreram.

De acordo com o relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), um pastor de 57 anos participou de um grupo de estudos bíblicos na igreja, com a esposa, no início de março. Alguns dias depois, os dois apresentaram os sintomas da doença e foram diagnosticados com o novo coronavírus. Assim que o pastor e sua esposa perceberam que estavam doentes, as atividades pessoais da igreja foram canceladas e o templo foi fechada.

Entratanto, várias pessoas já haviam sido contaminadas. Segundo o levantamento,  as maiores taxas de contaminação ocorreram em pessoas de 19 a 64 anos (59%) e em idades superiores a 65 anos (50%). Outros 26 casos relacionados à igreja ocorreram na comunidade, incluindo uma morte.

Mesmo com o registro da morte de três pessoas, a denominação já planeja retomar as atividades presenciais.

 

O FUXICO GOSPEL

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

Prefeito do interior do Acre pede as pessoas que saiam das redes sociais e “vão plantar um coco”

O prefeito de Mâncio […]