Dirigentes de clubes do AM esperam Brasileirão equilibrado em 2020

RN7

O Campeonato Brasileiro ainda nem começou, mas há quem diga que já caminha para ser um dos mais injustos de sua história. Em meio ao coronavírus, cada Estado e clube decide quanto à volta aos treinos e o retorno aos jogos, mas os presidentes de Manaus FC e Fast Clube não temem desigualdade em campo. A diretoria de Nacional FC, terceiro time do Amazonas na disputa de competições nacionais, não retornou aos contatos da reportagem.

Santa Catarina e Rio Grande do Sul, afetados de maneira mais branda pela pandemia, estão adiantados no processo de retorno aos gramados. O Rio de Janeiro, utilizando alternativas como a câmara de desinfecção, também estuda a volta dos campeonatos estaduais, mesmo que Fluminense e Botafogo contrários ao retorno.

A situação de saúde pública dos Estados do Norte e Nordeste, todavia, é preocupante, sobretudo pela falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e diretrizes de isolamento social. No domingo (17), o Amazonas passou 20 mil casos confirmados do novo coronavírus, com 1.413 mortes oficialmente documentadas.

Rolo Compressor

O presidente do Fast Clube, Dênis Albuquerque, não pensa em retorno do futebol estadual em 2020 no Amazonas após a edição da Série A do Barezão ter o fim decretado ainda no mês de março, quando estava na 3ª rodada do returno. Este ano ainda está prevista a Segundinha da competição, com times que lutam para voltar à elite do estadual. Segundo o comandante tricolor, a maioria dos clubes se desfez dos elencos e a crise de saúde só aumenta, o foco é no Brasileirão, onde o Fast disputa novamente a quarta divisão e sonha repetir o feito de Manaus FC em 2019 e garantir acesso à Série C em 2021.

“Os três times [amazonenses] vão disputar o Brasileirão, mas acho muito prematuro pensar nisso porque os números da Covid-19 só aumentam, não sabemos até quando vai continuar esse índice. A CBF [Confederação Brasileira de Futebol] não vai ser maluca de dizer que a Série D vai começar rápido. Ela vai disponibilizar tempo para os atletas terem condições de jogo, acredito que coisa de 15 ou 20 dias”, revela Albuquerque.

Ele ressalta que o clube só espera o aval da CBF para refazer o contrato dos jogadores que tiveram o acordo rescindido e, embora a câmara de desinfecção surja como alternativa para a volta do futebol carioca, ele não confia que o objeto seria eficaz em competições com mais de uma sede.

“A gente sabe que não é só isso, porque os times precisam viajar para outros estados, estar em contato com aeroportos. Então, nesse momento, eu não aprovaria o retorno do futebol, pois é muita responsabilidade para o clube. Sou a favor que o futebol volte, mas com segurança, do ponto de vista da FVS [Fundação de Vigilância em Saúde] e dos órgãos competentes, porque a gente pesa muito pelo lado humano, futebol fica em segundo plano”, afirma o presidente.

Manaus FC

Luís Mitoso, presidente do Gavião do Norte, na expectativa pela estreia na Série C, pensa que caso a implementação das câmaras seja aprovada no Rio de Janeiro, pode vir a funcionar também na capital amazonense. “Toda e qualquer ação que minimize a possibilidade de transmissão tem nosso apoio e será bem-vinda”, afirma.

Em prol da volta do futebol, inclusive de forma “terapêutica”, Mitoso defende que o esporte poderia servir para ajudar quem está em isolamento social. “O futebol é uma atividade que ajudaria muito a população com entretenimento, uma possibilidade de relaxamento. Tem também a preocupação com a saúde mental, uma volta com segurança seria boa também aquele cidadão que está em casa ter a possibilidade de ver seu time jogar”, diz ele.

Para o presidente do clube esmeraldino, o momento da volta aos gramados não depende da vontade dos times, mas sim do respaldo das autoridades de saúde. Ele confia que a CBF aguardará a estabilização da pandemia em todos os Estados antes de pensar no começo do Brasileirão 2020 “porque nada adianta começar uma Série C, por exemplo, com algumas cidades ainda isoladas”, conclui.

EM TEMPO

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

Futebol: Portugal deve ter maratona de jogos no retorno do campeonato

Imagina 90 partidas de […]