Mara Rocha critica rodízio de veículos e diz que medida aumentará contágio pelo Covid-19

RN7
0 0

O Decreto Municipal número 310 anunciado pela Prefeitura Municipal de Rio Branco, restringindo o tráfego de veículos no município, o chamado rodízio, tem motivado grande revolta da população da capital e críticas à Prefeitura de Rio Branco.

A deputada Mara Rocha se manifestou em sua rede social, contrária ao decreto e não poupou criticas à medida. Segundo a parlamentar, o rodízio de veículos ao contrário do que se propõe, irá expor a população, aumentando o número de pessoas infectadas pelo coronavírus.

“Essa medida é extremamente infeliz. Tiram as pessoas de seus carros e colocam no transporte coletivo, onde o risco de contágio é muito maior. Lembro ainda que, cada passageiro precisa de quase dois metros quadrados de área exclusiva para manter espaçamento seguro. Nosso transporte coletivo é precário e não oferece condições para obedecer as normas de segurança, além de não possuir frota para atender a população”, disse Mara Rocha.

Como forma de evitar a circulação de pessoas na cidade, a Prefeitura de Rio Branco copiou a iniciativa de São Paulo, adotando o rodízio. Mara Rocha afirmou que, tentar copiar São Paulo é um erro, uma vez que Rio Branco tem uma realidade completamente diferente.

“Até mesmo em São Paulo, autoridades de saúde, especialistas em trânsito e mobilidade urbana estão questionando a eficácia e a legalidade do rodízio por colocar em risco a população nesse momento de pandemia. Lembro ainda que, estamos num período onde faculdades, escolas, serviços públicos e outros estão paralisados, não tendo portanto, congestionamento de veículos que justifique tal medida. Diante claro risco à saúde da população, vamos buscar os meios legais para reverter essa situação”, disse Mara.

Assessoria

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Coronavírus: 21 estados e o DF propõem projetos para multar quem divulga 'fake news' na pandemia

Um levantamento feito pelo G1 aponta que 21 estados e o Distrito Federal discutem ou já aprovaram a aplicação de multa para quem divulga informações falsas na internet sobre pandemias, epidemias e endemias. A legislação abrange desinformações sobre o atual momento, com a pandemia da Covid-19. Em 16 estados e no […]