MDB vai oferecer a vaga de vice ao PSDB em chapa para prefeitura de Campo Grande

RN7
0 0

O pré-candidato a prefeito de Campo Grande pelo MDB, deputado estadual Marcio Fernandes, vai oferecer a vaga de vice-prefeito para o PSDB. Ele pretende procurar o governador Reinaldo Azambuja para fazer o convite da reedição de aliança política e entabular entendimentos com a cúpula da legenda tucana. Os dois partidos já estiveram juntos no passado, como quando da primeira gestão do então prefeito Nelson Trad – irmão do atual prefeito Marcos Trad (PSD) – que teve como companheira de gestão a hoje ex-conselheira do Tribunal de Contas, Marisa Serrano.

Marcio Fernandes disse que recebeu sinal verde do partido para iniciar os entendimentos com o PSDB. O pré-candidato tem bom trânsito com o partido tucano uma vez que já integrou o ninho. Além de ser amigo de Reinaldo, foi eleito  deputado estadual junto com ele e também foi seu líder na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). Ele destaca ainda o bom relacionamento político com a bancada da legenda do governador na Casa, como Rinaldo Modesto, Onevan de Matos, Roberto Orro, Onevan de Matos e o presidente Paulo Corrêa.

A busca pela reedição da aliança MDB-PSDB deverá colocar fervura no caldeirão político.

Os tucanos estão aguardando a manifestação do PSD para oficialização da aliança com vistas à reeleição do prefeito Marcos Trad que recentemente afirmou que as conversações deverão ocorrer mais para frente porque suas atenções estão voltadas para as ações contra a pandemia causada pelo novo coronavírus. Há uma corrente interna no ninho tucano, porém, que não vê “gestos” mais incisivos por parte de Trad para a formalização de uma aliança para a eleição de outubro. “Me parece, pelo que vejo e percebo, que ele (Marcos Trad) não está querendo essa parceria. Isso é notório em todos os bastidores. Porque senão já tinha anunciado”, disse Márcio.

Outro ponto que pode comprometer uma eventual aliança PSD-PSDB foi a entrada em cena do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que estaria articulando com intenções de conseguir para o DEM a vaga de vice-prefeito. Primo do prefeito, ele sinalizou essa disposição e causou agitação nos meios políticos. Como a fase ainda é de conversações, o MDB nãodeixará de construir essa ponte para tentar voltar a caminhar politicamente juntos.

Fernandes, além dos mandatos consecutivos como parlamentar e de boa votação em Campo Grande, leva como credencial ainda o peso de contar como fortes lideranças no MDB, como a presidente da poderosa Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet,  do ex-senador Waldemir Moka, do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Junior Mochi, e do ex-governador André Puccinelli.

C.E

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Mãe descobre que filha foi assediada pelo pai ao encontrar vídeos do abuso na lixeira de celular dele no AC

Uma mãe descobriu que a filha de 5 anos foi assediada pelo próprio pai após encontrar vídeos do abuso na lixeira do celular do homem. O caso foi denunciado nesta sexta-feira (8) na Delegacia de Flagrantes de Rio Branco. Desde que os pais se separaram, há cerca de um ano […]