Estudante bolsista que faltar a estágio poderá ter de devolver vale-transporte

O governo de Mato Grosso do Sul fez várias modificações nas regras do programa Vale Universidade. A novidade para este ano letivo, é o rigor maior para estudantes que não cumprirem devidamente o estágio, um dos requisitos para fazerem jus ao benefício. Conforme portaria que traz alterações no programa para este ano, o beneficiado deverá devolver o valor do vale-transporte utilizado em deslocamentos diferentes do local do estágio.

O programa consiste em ajuda de até 90% de desconto no valor da mensalidade, e tem como contrapartida a atuação por meio de estágio em organismos governamentais, e também – a partir deste ano – em organizações não-governamentais. O governo do Estado, arca com o vale transporte.

Outra flexibilização ocorreu na exigência de frequência escolar do aluno. Até o ano passado, os beneficiados tinha de comprovar 80% de frequência escolar, e agora, 75%.

A Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Trabalho foi demandada para informar sobre o período de inscrições para o programa Vale Renda neste ano. Por meio de sua assessoria de imprensa, informou que os próximos passos será a definição do número de bolsistas e de vagas disponíveis.

No ano passado, o programa admitia Vale Universidade o acadêmico com renda individual igual ou inferior a R$ 1.448,00 e renda familiar mensal não superior a R$ 2.896,00.

CORREIO DO ESTADO

Deixe uma resposta