PF e CGU fazem ação na fronteira com o Paraguai para apurar fraudes e sobrepreço na merenda escolar

RN7

A Polícia Federal, com apoio da Controladoria Geral da União (CGU), deflagrou operação nesta quinta-feira (6) em Ponta Porã e Amambai, municípios que fazem fronteira com o Paraguai. São ao todo 28 mandados de busca e apreensão a serem cumpridos, com objetivo de investigar eventuais fraudes em licitações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Os processos são relativos aos anos de 2016 e 2017 na Prefeitura de Ponta Porã e, 2017 e 2018, na Prefeitura de Amambai e o início das investigações ocorreu após denúncia de que um grupo de empresas que estaria participando de licitações para fornecimento de papel a órgãos públicos e realizando a entrega de produtos irregularmente importados do Paraguai.

Com a constatação, houve início a operação Tembi’u e a suspeita de fraude para fornecimento de merenda escolar com sobrepreço às prefeituras da cidades mencionadas acima. Ainda conforme a PF, não é descartada a participação de agentes públicos.

Participam ao todo 80 pessoas, entre agentes da Polícia Federal, além de servidores da CGU e ainda o apoio logístico do 11º Regimento de Cavalaria Mecanizada do Exército Brasileiro.

O nome “Tembi`u” significa “comida” no idioma guarani, uma vez que a investigação diz respeito ao fornecimento de alimentos em cidades da região fronteiriça. Mais informações serão fornecidas durante coletiva na Superintendência Regional da PF, na Vila Sobrinho, em Campo Grande, às 10h.

G1 – MS

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

Após desafio de Bolsonaro, Gladson diz que assinará redução do ICMS para baratear combustível

O governador do Acre, […]