Padre coloca faixa contra desfiles de blocos em frente a igreja

RN7
0 0

O padre Rozimar Vieira quer que a gestão do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), reveja as autorizações concedidas a blocos de Carnaval para desfilar ou fazer a concentração na praça Cornélia, na Lapa, na zona oeste da capital, onde fica a Paróquia São João Maria Vianney, que ele comanda.

Sabendo dos transtornos que ocorreram no Carnaval do ano passado, o padre pediu para a Secretaria Municipal de Cultura e à Subprefeitura da Lapa que destinasse outro local para os blocos passarem, como a praça Tupã, que fica a 200 metros da praça Cornélia, mas é menor.

Como não teve resposta, nesta semana o padre colocou uma faixa na entrada principal da igreja pedindo que a prefeitura reveja a autorização. “Carnaval na frente da igreja cerceia o direito a culto religioso. Vamos rever, prefeitura?”, diz a faixa.

“Não somos contra o Carnaval. Reconhecemos o seu valor como expressão cultural e os impactos positivos para a economia da cidade. Mas o impacto desses blocos com o trio elétrico e bebida alcoólica é incompatível com nossas atividades”.

De acordo com o padre, estão previstos desfiles na praça Cornélia nos sábados 15 e 29 de fevereiro, com concentração marcada para as 14h e dispersão às 19h. Nesses dias, há missas às 16h e batismo às 18h30. Também está previsto desfile no domingo, dia 1º de março, com concentração às 11h e dispersão às 16h. E as missas acontecem às 8h, 10h, 12h e 19h.

A Secretaria Municipal de Cultura disse em nota que que “no horário das missas, os blocos estarão distantes da paróquia e não irão interferir no andamento da reunião”.

“Como eles estarão longe se no domingo a autorização do bloco é fixa para ficar o dia todo na praça? E só desligar o som não adianta”, afirmou o padre.

Fonte: Agora São Paulo

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Manifestantes protestam em frente à Assembleia Legislativa do Amazonas

O primeiro dia de trabalho do ano legislativo, após o recesso na Assembleia Legislativa do Amazonas, foi marcado por protestos. Na manhã desta terça-feira (4), motoristas de aplicativo se reuniram em frente à Casa contra o aumento no preço dos combustíveis. O ato reuniu, ainda, servidores contra a lei que determina contenção […]