Após Edivaldo, Perpétua também repudia projeto de Mara Rocha: “Não precisa inventar a roda”

RN7

O Projeto de Lei de autoria da deputada federal, Mara Rocha (PSDB), que busca transformar o status do Parque Nacional da Serra do Divisor em uma Área de Proteção Ambiental e reduzir também a área de Reserva Extrativista Chico Mendes ganha mais um capítulo. Após as críticas do deputado estadual, Edvaldo Magalhães (PCdoB), sobre o assunto, chegou à vez da sua esposa, a deputada federal, Perpétua Almeida (PCdoB) entrar na discussão e repudiar tal ideia.

“Desmontar as estruturas de proteção da floresta é ir na contramão do desenvolvimento ambiental e sustentável. Queremos desenvolvimento e estradas, mas ecologicamente corretas! A ligação da região do Juruá ao Peru, via Cruzeiro do Sul, no Acre, com Pucalpa, é possível, sim, com o Parque Nacional da Serra do Divisor!”, justificou.

A parlamentar comunista afirmou que já existem estudos de projetos para ligar a região do Juruá com o Peru. “Já existem estudos e projetos prontos, assinados anteriormente com o governo Chinês, que garantem a estrada e a manutenção do Parque Nacional da Serra do Divisor. Ninguém precisa inventar a roda! Só é preciso dar continuidade ao trabalho que já começou, no qual o meio ambiente, nosso maior bem, fica protegido”, concluiu.

A autora do PL, deputada Mara Rocha disse nesta semana que “O Parque Nacional da Serra do Divisor tem servido apenas para as Ong’s e estrangeiros que tiram proveito de nossas riquezas. A mudança para área de proteção ambiental beneficiará os acreanos”.

O RIO BRANCO

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

Incêndios no Pantanal deixam cidade de Mato Grosso do Sul encoberta pela fumaça

Incêndios em várias regiões […]