Estadual 2020: Costa Rica em busca de subir de patamar

RN7

O Costa Rica começa 2020 com uma nova expectativa. O CREC desde 2014 na elite, possui ótima estrutura, um dos maiores investimentos do estado e teve um segundo semestre diferente em 2019.

Com desistência de vários clubes da participação na Copa Verde, a cobra do norte eliminou Genus e Sinop e acabou caindo para o futuro campeão Cuiabá e espera pela 1ª vez avançar em um mata-mata no Estadual.

Para isso, trouxe o técnico mais vitorioso no estado na última década, Cláudio Roberto ex-Águia Negra, Cene, Corumbaense, futebol chinês, árabe e Seleção do Sri Lanka.

Cláudio começou como auxiliar de Elói Kruguer e preparador físico em 2007 quando o Águia conquistou seu primeiro Estadual. Voltou como treinador em 2011 e ficou até 2013 passando vários momentos distintos.

Em 2011, caiu nos acréscimos dentro de casa diante do Aquidauanense na fase quartas de final. Foi mantido para 2012 e conquistou o título sobre o Naviraiense.

Mantido por mais uma temporada, foi a época o primeiro time na história da competição atual campeão a não passar da 1ª fase em 2013 ficando a frente apenas dos rebaixados Urso e Corumbaense.

Depois foi comandar a Seleção do Sri Lanka e ficou até o final da temporada quando retornou e evitou o rebaixamento do Sete de Setembro em 2014.

Depois de salvar o time douradense, assumiu o Cene no mata-mata e conquistou o último título da história do furacão amarelo curiosamente sobre o Águia Negra.

Subiu por duas vezes o Corumbaense a Série A em 2012 e 2015 quando foi bi-vice da Série B perdendo para Novoperário e Serc respectivamente.

Deixou o Corumbaense em 2016 e trabalhou no futebol chinês, árabe e teve breve passagem pelo Espírito Santo. Cláudio chega com a primeira missão de ao menos levar o time a uma semifinal.

Na história das participações do Costa Rica no Estadual, o time foi fundado em 2004 e subiu após duas temporadas na Série B em 2006 e a melhor campanha foi em 2008 quando caiu na semifinal.

Naquela oportunidade, a competição tinha três fases de grupos antes da grande final e o Costa Rica acabou ficando em terceiro lugar na fase semifinal dos grupos ficando atrás dos finalistas Ivinhema e Misto.

Em 2010 se afastou por falta de recursos e voltou a elite em 2014 após vice-campeonato da Série B de 2013 quando perdeu em casa o caneco para o Ubiratan na grande final.

De lá pra cá só não chegou ao mata-mata em 2017 e 2018. Em 2019, caiu diante do Sete de Setembro após derrota em casa por 2 a 0 e empate em Itaporã por 2 a 2.

Boa parte do elenco que disputou a Copa Verde continua e o time vai jogar no estádio Laertão.

A estreia será dia 02 de fevereiro contra o Cena em Costa Rica. O clássico com a Serc está marcado para o dia 22 de fevereiro em Chapadão do Sul.

FFMS

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

Liberais do Acre vão apoiar candidato a prefeito que Gladson escolher

Os liberais conservadores do […]