Xi elogia governante de Hong Kong: “Grande trabalho em tempos difíceis”

RN7

O presidente da China, Xi Jinping, elogiou nesta segunda-feira o trabalho realizado pela polêmica chefe de governo de Hong Kong, Carrie Lam, durante uma visita oficial da governante a Pequim.

“Ela fez um grande trabalho em tempos difíceis. Diante das dificuldades e pressões, Lam se manteve firme sobre o princípio de ‘um país, dois sistemas’ (como funciona a relação entre Hong Kong e China), governou de acordo com a lei e segue comprometida”, parabenizou Xi diante da imprensa local.

Apesar da fórmula especial para a região, a escolha do governante de Hong Kong depende diretamente de uma aprovação prévia do governo de Pequim.

O mandatário chinês também ressaltou o apoio à polícia de Hong Kong, acusada de abuso de poder e brutalidade durante a atuação nos protestos que começaram em junho pelas ruas da ex-colônia britânica.

Esta é a segunda vez que Xi e Lam se reúnem em dois meses. A primeira foi em 4 de novembro, antes das eleições distritais nas quais a oposição a Lam obteve maioria esmagadora. Segundo Xi, este tem sido o ano mais difícil desde a volta de Hong Kong à soberania da China, em 1997.

Os protestos ganharam forma no dia 9 de junho, devido a um controverso projeto de lei de extradição que posteriormente foi retirado pelo governo. No entanto, as manifestações se transformaram em um movimento em busca de melhoras nos mecanismos democráticos de Hong Kong e uma oposição ao autoritarismo de Pequim.

Alguns manifestantes optaram por táticas mais radicais que os protestos pacíficos, e os confrontos violentos com a polícia se tornaram habituais.

Os meses de protestos colocaram a economia de Hong Kong em recessão pela primeira vez em uma década, após se contrair 2,9% no terceiro trimestre, afetada pelas quedas das importações e exportações, das vendas no varejo e das cada vez menores receitas geradas pelo turismo.

EFE

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

Advogado-geral da União diz que “nada mais legítimo que um evangélico no Supremo”

O ministro da Advocacia […]