Trump será acusado formalmente de abuso de poder e obstrução ao Congresso

RN7
0 0

Os deputados democratas da Câmara dos Representantes revelaram nesta terça-feira as acusações formais apresentadas no processo de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que são de abuso de poder e obstrução ao Congresso.

No primeiro, o chefe de governo é denunciado por colocar as preocupações políticas pessoas acima do interesse nacional; e a segunda, de dificultar as intenções da investigação, segundo revelou Jerry Nadler, presidente do Comitê Jurídico da Câmara.

“Nosso presidente tem a maior confiança do público. Quando trai essa confiança e se coloca à frente do país, põe em perigo a Constituição, põe em perigo a nossa democracia e a nossa segurança nacional”, afirmou o deputado democrata eleito por Nova York.

A apresentação das acusações formais foi feita por Nedler, que esteve acompanhando da presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e do resto dos presidentes de comitês do Congresso que pertencem ao Partido Democrata.

“Os fatos são incontestáveis, é uma questão de dever”, garantiu Adam Schiff, que lidera o Comitê de Inteligência.

A previsão é que o Comitê Jurídico vote nesta semana as acusações, o primeiro passo antes de levar o caso para o plenário da Câmara dos Deputados. A votação na casa, no entanto, não tem data para acontecer, embora a expectativa é de que aconteça ainda em 2019.

Atualmente, o Partido Democrata conta com 235 deputados, contra 198 do Partido Republicano, o que supõe uma aprovação quase segura das acusações.

Em seguida, o processo seria encaminhado para o Senado, onde aconteceria o julgamento político de Trump. Na câmara alta, os republicanos contam com maioria por 53 a 47. A aprovação do impeachment depende dos votos de dois terços dos senadores.

Os parlamentares investigam um suposto abuso de poder do presidente americano, ao condicionar a ajuda militar à Ucrânia, a uma ordem do presidente do país do Leste Europeu, Vladimir Zelenski, pela abertura de inquérito contra o ex-vice-presidente dos EUA, Joe Biden e o filho dele Hunter.

Além disso, Trump é acusado de obstruir o Congresso, ao tentar bloquear a investigação, com a proibição de depoimentos de funcionários do governo.

EFE

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

Next Post

Sexta turma do STJ manda soltar ex-governador Luiz Fernando Pezão

Por três votos a zero, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou soltar nesta terça-feira (10) o ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão. Dois dos cinco ministros da turma não votaram porque se declararam impedidos. Pezão está preso no Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói, desde novembro do […]