PDT suspende vereadores que não assinaram CPI do Ônibus

RN7

O PDT Campo Grande suspendeu os dois únicos vereadores que representam o partido na Câmara Municipal da cidade. De acordo com a nota encaminhada pelo presidente do partido na Capital, Yves Drosghic, a agremiação tomou essa decisão porque ambos se negaram a assinar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaria o Consórcio Guaicurus – responsável pelo transporte coletivo.

Ainda de acordo com informações do diretório municipal do PDT, Odilon de Oliveira Júnior e seu colega Ademir Santana, estão suspensos por 90 dias. Além do partido ter recebido uma representação pedindo a expulsão de Santana, por conta de declarações do vereador feitas ao jornal Midiamax.

“A representação é assinada por dois filiados pedetistas e já recebeu despacho para notificação do parlamentar, que poderá se defender no prazo de 8 dias”, diz a nota.

Procurado pelo Correio do Estado para saber se iria se defender das acusações, o vereador Odilon disse que mantém seu posicionamento. A reportagem também entrou em contato com Ademir Santana, mas não obteve retorno.

Conforme o Estadão, a suspensão das atividades partidárias é a sanção máxima que uma sigla pode fazer contra um eleito sem a mediação da Justiça Eleitoral e sem expulsá-lo.

CPI

Em junho o vereador Vinicius Siqueira (DEM) propôs a criação de uma CPI para investigar as denúncias sobre o descumprimento do contrato do Consórcio Guaicurus sobre a concessão do transporte urbano. Na época, cinco vereadores assinaram o requerimento para instauração da Comissão. Para a CPI sair do papel é necessárias 10 assinaturas.

C.E

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

Next Post

CAIXA prepara novo calendário para saque de R$ 998 do FGTS

A Caixa Econômica Federal […]