(Toninho-PMDB) conceder entrevista com relação ao seu trabalho na Câmara de vereadores.

Rn7: Esse já é o seu quinto mandato de Vereador! Com toda essa trajetória e experiência na política, o Sr. mudou alguma coisa na forma de trabalhar como Vereador nos últimos tempos?

Toninho-PMDB: Com certeza as coisas mudam, os tempos mudam, eu também mudei o jeito de trabalhar, acompanhei a modernidade, a política de antigamente, aquela política ranzinza de oposição e situação.
Briga de Cardoso e Rezende, Cesário e outros não existem mais.
Hoje é a época do diálogo, da conversa, a época de conseguirmos as coisas, trabalharmos em conjunto para o bem do município.
Eu tenho esse espírito de crescimento, de melhoria, fazer com que a nossa cidade volte a ter o desenvolvimento que já teve no passado.

Rn7: O Sr. foi o segundo Vereador mais votado nas eleições municipais de 2016 em Rio Negro-MS com 232 votos! O Sr. esperava receber mais votos na última eleição municipal?

Toninho-PMDB: Não, embora tenha sofrido tantas críticas no final da minha campanha da oposição, inventaram tantas conversas, mentiras, fofocas.
Fizeram um vídeo do meu filho, inventaram que eu tinha roubado o portão do cemitério.
Enfim, a metralhadora da oposição foi direcionada na minha cabeça no final da campanha.
Nas pesquisas eu tinha 6.5% dos votos, e na realidade eu obtive 6.9%, eu esperava na casa dos 200 votos e somei 232 votos, ficando dentro da minha expectativa.
Inclusive eu não esperava ser o segundo, todas as pesquisas realizadas indicavam o Vereador Valdir Fischer-PTB na primeira colocação, logo atrás o Vereador De Amorim-PSSB.
Eu fiquei surpreso com a minha votação, porque eu fiquei 15 anos fora do município, eu não estava aqui, eu tinha voltado à pouco tempo, eu agradeço muito as pessoas, os companheiros que confiaram em mim.
Não acreditaram nas fofocas e votaram na minha pessoa, estou satisfeito com a minha votação.

Rn7: O Sr. disse em uma dessas reuniões da Câmara, que apesar de fazer oposição ao atual Prefeito municipal, o Sr não tem exercido a crítica pesada contra a atual administração! O que seria essa crítica pesada na sua opinião?

Toninho-PMDB: A crítica pesada que eu me referi em um dos trabalhos da Câmara, seria eu fazer um balanço no final do ano com as comparações entre a administração atual e a administração passada, quem adquiriu mais máquinas, quem construiu mais, quem atendeu melhor a população.
Porque no primeiro e no segundo ano de mandato, nem o Cesário, o Eronias, o Joaci e o Gilson que terminaram seus mandatos com várias folhas à pagar, não atrasaram pagamentos no primeiro e segundo ano de seus mandatos.
Agora a vangloriação atual e só o pagamento.
Mas o pagamento no primeiro ano de mandato, nunca ninguém atrasou, isso só aconteceu lá no final.
As críticas que eu falo, seria mostrar aquilo que não foi feito, estradas e ruas que estão em péssimas condições.
A maneira de fazer as estradas, a maneira de patrolar as ruas, essas seriam as críticas.
Mas eu não exerci nesse primeiro ano, eu não falei dessas coisas ainda, porque eu estou dando um crédito para o Prefeito.
Ele é novo, é a primeira vez que é Prefeito, a equipe dele é nova, inexperiente.
Eu procuro ajudar, procuro colaborar, procuro orientar, procuro enfim, fazer com que o município vá pra frente.

Rn7: O Sr. foi eleito pela chapa de oposição, como esta sendo a sua relação com o atual Prefeito municipal?

Toninho-PMDB: Realmente eu fui eleito pela oposiçã, sou um Vereador de oposição, mas eu tenho um bom relacionamento com o atual Prefeito municipal Buda do Lair.
Eu sou amigo dele, ele é meu amigo de infância.
Eu apoiei o pai dele finado Lair, foi meu candidato à Prefeito eu ele e o idimaque nós nos unirmos naquela oportunidade, para o elegermos como Prefeito.
Eu fiquei incentivando o Buda a vida toda para ser candidato à Vereador.
Foi eu quem deu esse apelido à ele de Buda do Lair, incentivei ele a usar esse sobrenome.
Na eleição passada eu não poderia apoia-lo porque eu era Secretário do Dr Gilson, eu não iria fazer essa traição com o grupo que eu estava.
Mas eu não tenho nada contra a pessoa dele, eu gosto muito do Buda particularmente, gosto muito da Nelza sua mãe, sou amigo do Buda pessoalmente.
Agora a nossa relação como Prefeito e vereador ela é inconstitucional.
Eu não posso falar que esta tudo as mil maravilha porque o município não esta bem.
A administração não esta muito muito bem, eu como Vereador representante da comunidade sou obrigado a apontar estas coisas.
Infelizmente eu não estou muito satisfeito com a maneira que o município esta sendo tocado até então.

Rn7: No último trabalho do Legislativo municipal de 2017, o Sr. falou das 07 indicações atendidas, e das 07 indicações não atendidas pela atual administração!
A indicação talvez mais importante sua para a população, esta entre as atendidas ou não atendidas pelo atual Prefeito?

Toninho-PMDB: Eu fiz 42 indicações durante o ano de 2017, eu citei ali 07 atendidas, e 07 não atendidas porque era muito intenso para ficar falando todas.
Mas das que eu citei das atendidas e das não atendidas, eu considero a mais importante a indicação da Cassems não atendida.
Quando eu solicitei ao Prefeito ao Poder Executivo a Secretaria de Administração, que providenciasse um convênio com a Cassems para atender os nossos funcionários e também a família dos nossos funcionários.
É um plano de saúde para o nosso funcionalismo público municipal e os seus familiares.
Porque em Rio Negro, o funcionalismo público municipal são todos SUS.
São funcionários que pagam o INSS, e não tem plano de saúde, todos que precisam tem que ir para o SUS.
Tem que entrar na fila, tem que aguardar dois três anos à espera de uma cirurgia.
Outros municípios já fizeram esse convênio com a Cassems.
Eu citei Rio Verde, mas 23 municípios de Estado-MS já fizeram convênio com a Cassems.
A Cassems abriu essa possibilidade, eu entendo que a prioridade hoje para o funcionário do município é cuidar da sua saúde.
E cuidar da saúde, seria a efetivação desse convênio com a Cassems para um melhor atendimento, mas infelizmente não fui atendido.

Rn7: O Sr. conseguiu a pouco tempo uma Biblioteca moderna com equipamentos de última geração para o município!
Nesses 05 mandatos como Vereador, essa foi a sua maior conquista para Rio Negro-MS?

Toninho-PMDB: A Biblioteca com certeza foi a maior obra conseguida nessa administração, não só pelo Vereador Toninho, mas também pela administração, porque é a única obra que há no município de Rio Negro-MS é a Biblioteca que eu consegui através da minha amizade, e meu trabalho no Sebrae muito tempo.
Eu já havia conseguido essa Biblioteca o ano passado, deixei para construir esse ano, porque na campanha as pessoas iriam entender como campanha.
Eu pretendia fazer realmente para atender a educação, os nossos alunos, as escolas, a APAE, a Casa de Convivência dos Idosos, sem pensar em política, pensando somente na melhoria da educação no nosso município.
A obra está aí, pronta entregue, eu não poderia deixar de agradecer o atual Prefeito Buda do Lair que disponibilizou o terreno.
Meus colegas vereadores que ajudaram a aprovar a lei da doação desse terreno.
Essa obra eu consegui, e não tem custos municipais na obra.
Agora sim tem o convênio para nós administrarmos ela, a funcionária que ali esta é remunerada pelo município, a luz e a água também.
Mas o SESI a Fiems que construiu e que doaram todos os equipamentos, foi uma obra muito importante que conseguimos para o município.
Eu não poderia considerar a mais importante, eu tive várias obras importantes, eu poderia citar também a Agesul.
No meu tempo de chefe de gabinete do então Deputado Zé de Oliveira em Rio Verde, nós conseguimos construir a Agesul aqui em Rio Negro-MS.
Na época o Prefeito aqui era o Eronias, ele doou o terreno também.
A obra da Agesul, trouxe um grande desenvolvimento para o município de Rio Negro-MS e região.
Nós nos ligamos com outros municípios através dos maquinarios.
Aquele tempo a gente não íamos para São Gabriel do Oeste-MS sem ter que ir lá em Rio Verde-MS e voltar, ou ir lá em Campo Grande-MS e voltar para São Gabriel do Oeste-MS, essa serra era interrompida.
Eu vim para Rio Negro-MS também para fazer a estrada que vai para Bandeirantes-MS.
A estrada dos amorins falavam, não existia essa estrada.
Foi uma implantação que eu fui gerente da Construmate, eu sou formado em pontes e estradas, gosto muito desse setor, de estradas, de pontes.
Sou especialista nisso, fiz estágio no asfalto de Campo Grande-MS, a Bandeirantes-MS, vim fazer essa estrada de Rio Negro-MS pra Bandeirantes-MS também.
Quando surgiu a oportunidade foi uma coisa que me atentou, e eu trouxe esse desenvolvimento para o nosso município, a Agesul que até hoje gera desenvolvimento, emprego e renda.

Rn7: Qual foi a sua participação no projeto que viabilizou o Hospital e Maternidade Idimaque Paes Ferreira para Rio Negro-MS?

Toninho-PMDB: Com relação a construção do Hospital.
Quando eu apoiava o Deputado Federal Valdir Guerra que era o meu Deputado Federal aqui em Rio Negro-MS, o irmão dele o Ministro da Saúde Alceni Guerra, me veio a idéia de pedir para o meu Deputado Federal através do seu irmão Ministro da Saúde a construção de um hospital aqui para o município de Rio Negro-MS.
Conversamos, fomos juntos à Brasília-DF no avião particular do Deputado, conversamos com o Ministro, pedimos à ele essa construção, iriam ser feitos 12 hospitais no Estado-MS.
Nós conseguimos dividir esses 12 em 13 hospitais, e assim surgiu essa obra.
Ficou paralisada muito tempo é verdade, na gestão do Ex Governador Zéca e do Ex Prefeito Cesário.
Eles retomaram a obra, equiparam e esta aí funcionando.
O meu objetivo para o hospital, não era fazer o prédio somente, era fazer que atendesse a nossa população e região.
Esta funcionando, eu sou orgulhoso desse hospital, mas ainda falta muito do meu sonho.
Na construção desse hospital, eu pensava em termos aqui especialidades médicas.
Nós termos pediatra, nos termos anestesista, cirurgias, atender a nossa população sem ter que precisar ir para Campo Grande-MS.
Ainda hoje as ambulâncias levam toda hora pacientes para capital, a van toda madrugada sai com bastante pacientes para Campo Grande-MS.
O meu pensamento, o meu principal objetivo era construir aqui um hospital regional que atendesse o pantanal como esta atendendo.
Atendesse toda a região que o nosso hospital abrange, mas com mais equipamentos e especializações médicas.
Que as pequenas e médias cirurgias fossem todas realizadas aqui mesmo no hospital.
Eu ainda acredito nesse sonho, se nós conseguirmos esse convênio com a Cassems, provavelmente a Cassems deverá colocar uma especialidade de médico aqui.
Uma administração que venha para o hospital e município, que consiga convênio federal maior em termos financeiros para que possa melhorar.
Eu acredito muito que esse hospital vai ser a salvação da saúde da nossa população.
O meu objetivo único, era atender a nossa população.

Rn7: O Sr. acredita que foi mal compreendido quando trouxe à tona o assunto da educação do município?

Toninho-PMDB: Com relação a educação, o pronunciamento que eu fiz na Câmara sobre o Ideb, eu só queria dar uma chacoalhada para que o nível educacional do município se eleve.
Eu quero fazer com que os alunos que vem da zona rural para nossas escolas, escola municipal principalmente, fiquem dentro das salas de aulas.
Eu não quero que os nossos alunos fiquem fora das salas de aulas durante o período, e nem que venham armados para a escola.
Eu não quero que ninguém faça uma besteira, trazer uma faca, matar um colega, um professor, uma professora.
Eu não quero que tenha drogas nas escolas.
O meu objetivo é melhorar o nível educacional do município, melhorar o nosso índice, fazer com que Rio Negro-MS participe lá em cima e não lá em baixo como esta.
Eu não fui mal compreendido, teve maldade, teve pessoas que saíram fazendo fofocas dizendo que nós havíamos falado mal de professores.
O Toninho, Dr. Mario e o Eronildo, ninguém falou mal de nenhum professor.
O nosso objetivo naquele momento não era falar mal de professores, muito pelo contrário.
O nosso objetivo é melhorar a educação, o nível educacional do município.
Fazer com que os nossos alunos se dediquem mais, ajude os nosso professores, permanecendo dentro das suas respectivas salas durante o período de aula.

Rn7: Como é para o Sr., trabalhar numa Câmara aonde mais de 50% dos colegas, são vereadores de primeiro mandato?

Toninho-PMDB: Trabalhar nessa Câmara com a renovação muito grande esta sendo um prazer.
Eu estou muito satisfeito com meus colegas de bancada.
Eu sou Presidente da Comissão, Legislação Justiça e Redação Final.
Emito e emiti parecer sobre todos os projetos que passaram pela Câmara municipal nesse ano de 2017.
Os 25 projetos de leis nós discutimos, eu tenho sido compreendido pelos colegas novos, tenho até aqui procurador ajuda-los, e eles em contrapartida tem também procurado me ajudar votando nos parereceres que nós fizemos.
Eu não vejo nenhuma dificuldade em trabalhar com a Câmara atual, pelo contrário, gosto muito de todos os oitos colegas que estão ali comigo.

Rn7: Como Vereador, o que a população de Rio Negro-MS pode esperar do Sr. em 2018?

Toninho-PMDB: Como Vereador a população pode esperar a continuidade do meu trabalho.
O Vereador Toninho é um Vereador que participa nos bairros.
Eu brigo bastante pelo bairro Sta Fé, eu brigo bastante pelas cohabes, Perdigão, São Francisco, Zona Rural.
Eu não consegui nesse primeiro ano, a realização das construções dos campinhos.
Eu pretendo fazer ainda esses campos de futebol amador, para que as nossas crianças, jovens e adolescentes dos bairros possam ter um local para brincar.
Nós pretendíamos fazer um campinho no Bairro Sta Fé nos terrenos que o Dr Gilson comprou atrás do cemitério, más o atual Prefeito municipal doou aqueles terrenos para uma pessoa particular plantar ramas de mandioca.
Nós estamos sem local, eu gostaria de fazer esses campinhos no Bairro Sta Fé, também na Cohab II.
Eu quero agora através de umas emendas que eu estou negociando com alguns Deputados, construir uns parques infantil aqui na cidade e lá no Perdigão também, porque não tem lazer para nossas crianças, eu vou trabalhar nesse sentido.
A população pode esperar um Vereador combativo, atuante na fiscalização que briga lá na Câmara pelo interesse da nossa população.

Rn7: Qual é o balanço que o Sr. faz do seu trabalho no legislativo em 2017?

Toninho-PMDB: O meu trabalho na Câmara em 2017 eu avalio como bom.
Eu fiz várias sugestões, várias fiscalizações, eu exerci o meu trabalho nas comissões que presido e que participo.
Eu discuti todos os projetos de leis que passaram pela Câmera, fiz emendas em vários deles.
Fizemos o projeto substitutivo, alguns que não beneficiáriam, que traziam prejuízos financeiros para o município.
Por exemplo, vou citar a taxa de retirada do lixo, o projeto previa a cobrança da taxa a partir de janeiro de 2018.
Eu propus uma emenda aonde foi aprovada pelos colegas que essa taxa só poderia ser efetivada a partir da data que realmente estiver coletando e levando esse material para Campo Grande-MS.
O Prefeito então disse que em janeiro estaria levando.
Então foi aprovada essa minha emenda, vamos ver agora quando que vai começar levar esse lixo para Campo Grande-MS.
A partir do momento em que começar a levar esse material, é que poderá realmente ser cobrada essa taxa.
A lei foi aprovada, mas com essa emenda minha eu entendo que assim que começar a levar, eu tenho certeza que não vai ser em janeiro, e não sei nem se vai ser em 2018, porque isso já é uma questão de 10 anos.
E muitas outras participações que eu tive, nas obras, nas estradas, nas pontes, nas ruas, na iluminação pública.
Fiquei brigando bastante no início da administração para contratar garis para varrer as nossas ruas.
Durou seis meses para contratar, para começar a limpeza.
Eu qualifico como bom o meu trabalho na Câmara em 2017.
Eu exerci o meu trabalho em todos os sentidos, na ajuda a administração, na fiscalização, e no legislativo também.

Rn7: O Sr. pensa em se candidatar para Prefeito de Rio Negro-MS?

Toninho-PMDB: Logicamente que é um sonho.
Todo político ele quer subir, ele quer ir melhorando.
Eu acredito que tenho experiência necessária, com 05 mandatos como Vereador, chefe de gabinete no Assembléia Legislativa, Secretário de Obras do município de Rio Negro-MS e Rio Verde-MS.
Eu tenho uma bagagem que me qualifica pra isso.
Além do meus estudos particular, ser formado em pontes e estradas, formado em administração de empresas.
Mas para ser Prefeito de uma cidade, além de experiência e de capacidade, você precisa também ter votos, você precisa do partido.
É um longo período de negociação, e você precisa ter um grupo de companheiros.
Nós estamos nos organizando nesse sentido, eu sou do PMDB, nós fizemos um novo diretório.
Nós vamos ter na próxima eleição um candidato a Governo de Mato Grosso do Sul Dr. André Pucinelli.
Depende da eleição do Estado-MS o ano que vem, pra nós sabermos quem fica forte aqui em Rio Negro-MS, e quem poderá realmente ser melhor para administrar o nosso município.
“Eu estou entre eles”

Coluna: Lucas de Oliveira..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: