Polícia Militar prende homem com tornozeleira eletrônica vendendo drogas em Xapuri

Uma queixa de ameaças feita por uma mulher na cidade de Xapuri, levou homens da Polícia Militar até um casal no Bairro Constantino de Melo, e deter um casal que estariam comercializando drogas, além da suspeita de usar um menor no tráfico.

Material e dinheiro encontrados na casa de Francisco..

A denuncia que poderia passar de uma simples ameaça, passou para outro delito quando os policiais chegaram na casa de Francisco Alexandre Veloso Coelho (20), mais conhecido pelo apelido de “Moeda”, e perceberam que um menor que saia da residência, ao perceber a presença dos policiais, tentou se livrar de um volume jogando ao seu lado.

Percebendo a ação, os policiais detiveram o menor e ao verificar o que seria, perceberam que seria maconha. Diante do flagrante, iniciaram uma busca na casa de Francisco ‘Moeda’ que estava na companhia de uma mulher identificada como Renata Santos do Nascimento e foram encontrados pouco mais de R$ 1200 reais, objetos pessoais e eletroeletrônicos sem origem, levando a crer que seriam provenientes do tráfico.

Francisco ‘Moeda’ já é conhecido pela justiça acreana, pois, o mesmo está sob custodia e utiliza um rastreador eletrônico no tornozelo, por estar pagando pena por outro delito cometido dois anos atrás. Segundo foi informado, o acusado foi preso em 2016 acusado de tráfico e porte de arma, sendo condenado a 10 anos de reclusão.

Passados quase dois anos, Francisco recebeu liberdade vigiada tendo que utilizar o monitoramento do IAPEN (tornozeleira). Ironicamente, sua prisão aconteceu véspera de seu aniversário, podendo ser transferido para o presídio na Capital a qualquer momento.

Francisco e sua noiva, juntamente com o menor foram conduzidos para a delegacia da cidade, ficando à disposição do delegado que deverá encaminhar ao MP, onde deverão realizar os procedimentos de praxe.

Francisco fi preso em 2016 por porte ilegal de armas e drogas a cumprir 10 anos de reclusão – Foto: Arquivo

Alto Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: