Estado Islâmico reivindica autoria de ataque em Toronto

O autor do ataque a tiros ocorrido no domingo em Toronto era um “soldado” do Estado Islâmico (EI), indicou a agência de notícias “Amaq”, vinculada ao grupo terrorista, embora as autoridades canadenses tenham descartado que o ataque no qual morreram duas pessoas e 13 ficaram feridas tenha sido um ato terrorista.

O agressor respondeu às chamadas do EI para atacar os cidadãos dos países que participam da coalizão internacional liderada pelos EUA, que atua contra os jihadistas no Iraque e na Síria, detalhou a agência em comunicado divulgado através da rede social Telegram.

Ontem foi realizada a autópsia ao suposto terrorista, Faiçal Hussain, que deve estabelecer se este morreu em consequência dos disparos da polícia canadense ou se se suicidou após abrir fogo na avenida Danforth contra os clientes de vários restaurantes e bares.

Além do agressor, duas pessoas morreram e outras 13 ficaram feridas no ataque que aconteceu no domingo às 22h local (23h, em Brasília) no coração do movimentado “bairro grego” de Toronto.

Por enquanto, uma das vítimas mortais foi identificada como Reese Fallon, de 18 anos de idade, enquanto a outra é uma menina de 10 anos cujo nome não foi revelado pelas autoridades canadenses.

EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: