Suspeito de estuprar enteados é preso

Um homem de 43 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (21) suspeito de abusar sexualmente de três crianças da mesma família, em Manaus. Segundo a Polícia Civil, o autônomo abusou dos dois enteados, que hoje têm 16 e 20 anos, e da prima deles, de 11 anos de idade. Todos os relatos afirmam que o homem abusou das crianças desde que elas tinham oito anos. Ele cometia os abusos enquanto levava as crianças para a escola.

De acordo com a delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Joyce Coelho, as primeiras denúncias foram feitas em outubro do ano passado pela enteada do suspeito – de 16 anos – e pela prima dela, de 11.

“As duas meninas relataram que desde os oito eram abusadas sexualmente quando ele fazia transporte, levava para a escola, reforço e se aproveitava para cometer os atos libidinosos. Elas começaram a rejeitá-lo, não queriam a companhia dele mas os pais não deram muita credibilidade”, afirmou.

Ainda segundo a delegada, após as duas realizarem a denúncia, um jovem de 20 anos – que também é enteado do suspeito – decidiu denunciar que era abusado sexualmente pelo padrasto.

“Em outubro, quando elas resolveram denunciar o fato, veio a outra denúncia do enteado de 20 anos que passou a vida toda sendo abusado, e só teve coragem de denunciar pela revolta que teve de saber que a irmã e a prima também foram vítimas”, disse Coelho.

A enteada do suspeito, segundo a autoridade policial, chegou a relatar as atitudes do padrasto, mas a família decidiu apenas afastá-lo da tarefa de fazer o transporte da menina para a escola.

“Na fala de uma das crianças, ela disse que aos oito anos de idade ela não tinha noção que aquilo era um abuso sexual mas ela sentia-se mal com aquilo. A partir de então, ela relata que tem flashes na cabeça – tudo isso é trauma que a criança acaba relatando e levando para a vida toda. Nós precisamos orientar nossas crianças, e fazer com que elas saibam diferenciar um carinho e um ato libidinoso”, disse a delegada.

Denúncia

O rapaz de 20 anos teve, segundo a polícia, os relatos mais graves de abuso. Ele foi o último a denunciar o suspeito por medo e vergonha.

“Para os rapazes, eles têm uma dificuldade muito maior em falar pela vergonha, pelo constrangimento. Ele se encorajou pela revolta de ver que a própria irmã também foi vítima e a prima”, disse Coelho.

O homem negou os estupros, segundo a delegada. Contudo, baseada nos relatos e nas denúncias, a Polícia Civil decidiu pedir a prisão preventiva do suspeito, que foi expedida nesta terça-feira (19). Ele foi preso por volta das 11h em um lava-jato no bairro São Lázaro, na Zona Sul de Manaus.

Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e, ao término dos procedimentos na Depca, vai ser encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

G1 – AM

Leave a Reply

%d bloggers like this: