Cerca de 1.000 novas galáxias são descobertas e a Bíblia pode explicar isso

Uma nova imagem divulgada pela Agência Espacial Europeia (ESA) revela mais de 1.000 pontos de luz que são, na verdade, galáxias individuais. Cientistas cristãos criacionistas também estão celebrando a nova descoberta, porém lembrando que a explicação para isso pode ser encontrada na Bíblia.

A imagem infravermelha foi obtida pelo Receptor de Imagem Espectral e Fotométrica do Observatório Espacial Herschel da ESA (SPIRE). A imagem mostra o Pólo Norte Galáctico, cobrindo 180 graus quadrados do céu.

Os astrônomos dizem que cada ponto de luz na imagem representa uma galáxia. Uma galáxia é uma enorme variedade de estrelas, gás interestelar e poeira. Por exemplo, nossa galáxia é conhecida como a Via Láctea. Os cientistas acreditam que inclui mais de 100 bilhões de estrelas.

Descobertas como essa reafirmam a declaração do salmista, que escreveu no Antigo Testamento da Bíblia:

“Os céus declaram a glória de Deus e o céu proclama sua obra.” – Salmo 19: 1

De acordo com o site “Answers in Genesis” – fundado por um cientista cristão e administrado por equipe de criacionistas – a Bíblia é ainda mais específica, indicando que o universo se estendeu ou expandiu.

Apesar de parecer um ‘céu azul’, mas é uma imagem infravermelha com centenas de pequenos pontos de luz, e cada um deles é uma galáxia. (Foto: ESA)

Isaías 40:22 diz que Deus estende os céus como uma cortina e os espalha como uma tenda para habitar. O versículo também sugere que o universo aumentou em tamanho desde que Deus o criou e está fazendo com que ele se expanda.

“Ele diz o número das estrelas; ele as chama por seus nomes”. – Salmos 147: 4

De acordo com o site científico Gizmodo.com, imagens como essa permitem aos astrônomos estimar o número total de galáxias em todo o universo observável. Alguns anos atrás, astrônomos chegaram à conclusão de que o universo contém de 10 a 20 vezes mais galáxias do que se pensava anteriormente.

O melhor palpite dos cientistas que observam as estrelas é que o universo contém algo entre um e dois trilhões de galáxias. Isso significa que o universo está literalmente transbordando de estrelas, em algum lugar em torno do número de 700 sextiliões de estrelas – o número sete seguido por 23 zeros.

E esse é apenas o número estimado de estrelas no universo observável. Também poderia haver mais trilhões que não se podem ver com a tecnologia atual.

Esta realidade de estrelas e galáxias incontáveis também recitada na Bíblia, quando o salmista reconhece a grandiosidade da criação divina.

“Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites? – (Salmos 8:3-4).

A poderosa canção do Hillsong abaixo, fala sobre como o incrível poder de Deus é visto na Criação, declarando: “Enquanto você fala, cem bilhões de galáxias nascem, no vapor de sua respiração os planetas se formam, se as estrelas foram feitas para adorar, Eu vou Te adorar”.

Guiame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.