Pastor é assassinado por cartéis de drogas, no México

Para surpresa de muitos, o México está na Lista Mundial da Perseguição 2018, ocupando a 39ª posição.

Cristãos são ameaçados, agredidos e até mortos por causa da fé. Longe de uma solução para o problema, o número de estados afetados pela perseguição tem crescido ultimamente.

No dia 8 de junho, o pastor Eduardo Garcia, que pastoreava uma igreja em Juarez, foi morto pelos cartéis de drogas.

Segundo noticiado por uma rede de TV mexicana, ele foi emboscado enquanto dirigia em uma avenida.

Ao acelerar para fugir, ele bateu em um ponto de ônibus e depois em outro veículo. Em seguida levou vários tiros em plena luz do dia à vista de dezenas de pessoas. Seu filho de 24 anos foi assassinado em 2009 e sua filha, Griselda, sequestrada em 2011, também pelo crime organizado.

Em muitas ocasiões, o pastor reiterou que não deixaria a cidade de Juarez, apesar da violência direcionada especificamente à sua família. Ele se levantou muitas vezes contra a insegurança e o crime, e recentemente distribuía Bíblias na cidade.

Não apenas em Juarez, mas em muitas áreas, a Igreja Perseguida do México vive sob constante pressão.

Em uma comunidade indígena de Chiapas (região há muito tempo marcada pela perseguição), uma placa na entrada diz: “É totalmente proibida a entrada de pastores e pregadores de outras religiões. Estarão sujeitos a prisão segundo acordo firmado pela comunidade”.

Os irmãos no México precisam das orações para perseverar diante de tanta pressão. Ore de modo especial pela família do pastor Eduardo Garcia, pelo consolo do Senhor em seus corações, e também pela igreja que ele pastoreava, para que continue firme seguindo adiante.

Missão Portas Abertas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: