EUA anunciam que reuniu 522 crianças imigrantes com seus familiares

Os Estados Unidos anunciaram neste sábado que reuniu 522 crianças imigrantes com seus familiares, separadas dos seus pais após atravessar a fronteira com o México, a primeira consequência tangível do decreto assinado pelo presidente, Donald Trump.

O Departamento de Segurança Nacional divulgou esse número em comunicado, no qual dá alguns detalhes sobre seu plano para reunificar as famílias imigrantes que foram separadas como consequência da política de “tolerância zero”, que começou a ser aplicada em abril.

Segundo a nota, até 20 de junho, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos tinha 2.053 menores sob sua custódia, embora apenas 17% tenham sido separados dos seus pais, enquanto os 83% restantes correspondem a crianças que viajaram sozinhas para o país.

A reunificação dos 522 menores foi realizada pelo Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP), agência que processa os imigrantes ilegais quando chegam aos EUA.

A CBP tinha previsto reunir outros 16 menores com seus pais na sexta-feira, mas o encontro teve que ser adiado devido às más condições meteorológicas e possivelmente vai acontecer nas próximas 24 horas, segundo informa a nota.

EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.