Três envolvidos em furto de armas pesadas em delegacia de Brasiléia são presos

Enquanto o governo do Acre tenta omitir que a delegacia de Brasiléia foi invadia por ladrões na madrugada do dia 12, de onde levaram submetralhadoras, espingardas, carregadores, munição e pistola de choque com cargas, vários agentes de polícia estão trabalhando para identificar e buscar os envolvidos no caso.

Nas últimas 48 horas, três pessoas foram presas, entre eles uma mulher, que foram levadas para o fórum de Brasiléia para serem ouvidas na audiência de custódia. O juiz Clovis Lodi, juntamente com o promotor Carlos Pescador, decidiram após as oitivas, optar diante da gravidade dos fatos, pela prisão preventiva dos três.

Foram detidos preventivamente; Rafael Ferreira do Rosário, Thiago Souza da Silva e Letícia Soares Almeida, que foram acusados de furto qualificado segundo a decisão do juiz criminal, “…importante destacar que a periculosidade real dos flagranteados, além do histórico criminal, deflui da audácia da conduta criminosa de terem, em tese, entrado na Delegacia de Polícia e furtaram várias armas de grosso calibre a serem destinadas a organização criminosa Comando Vermelho”.

Complementa a decisão dizendo que, “Logo, a única medida cabível é a decretação da prisão preventiva, considerando a gravidade em concreto dos fatos e a periculosidade real dos flagranteados, contumazes na prática de crimes, inclusive todos cumprindo pena”, destacou.

O caso ainda está em aberto, onde foi levantado por enquanto, que apenas duas espingardas foram recuperadas. Os agentes que estavam na delegacia de plantão quando aconteceu o arrombamento e furto, estão sendo ouvidos.

Até o momento, as informações por parte do Governo através da Secretaria de Segurança do Acre, seria de negar os fatos e proibir qualquer tipo de informação para a imprensa no Estado.

Em conversa com juízes e promotores, comentaram que as explicações serão pedidas nos meios legais, uma vez que estão atônitos com o que aconteceu na fronteira. Por parte da população, a notícia deixou a maioria assustada, com medo e esperam que os órgãos responsáveis pela segurança pública, tomem providencias e deem respostas o mais breve possível.

Alto Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.