Vídeo: Durante culto fiéis expulsam pastor aos gritos de “A igreja não quer mais”

A igreja Assembleia de Deus em Governador Valadares-MG, vive um drama interminável. A mais de dois anos os membros vem tentando, sem sucesso, fazer com que o pastor presidente Salatiel Fidelis seja deposto do cargo que ocupa.

O caso já foi parar na justiça diversas vezes, manifestações já aconteceram, e mesmo assim, o pastor se recusa a deixar o cargo, agarrando literalmente ao púlpito da igreja e agredindo a quem tenta tira-lo do altar.

No último Domingo (10), o culto foi substituído por uma nova manifestação, onde os membros levaram faixas e cartazes com palavras de ordem, pedindo a expressa exoneração de Salatiel do cargo. Ao lado de poucos que apoiam sua permanência, o pastor já idoso tenta se manter no poder a todo custo, contrariando o estatuto da igreja e desrespeitando regras básicas de boa convivência.

O vídeo a seguir mostra o tamanho da revolta dos fiéis, que não toleraram mais serem liderados pelo pastor Salatiel Fidelis e sua família, assista:

Entenda o problema da Assembleia de Deus em Governador Valadares

A cada três anos, a igreja elege uma nova diretoria, isso aconteceu em janeiro de 2016.
Com a mudança de diretoria, foram constatadas uma série de irregularidades, sobretudo nas contas da igreja, sob a gestão do pastor Salatiel Fidélis e sua família.
Depois da constatação das fraudes, a nova diretoria propôs ao pastor Salatiel, um ancião que investiu boa parte da vida na igreja, a oportunidade de ser jubilado, tudo amigavelmente sem nenhum tipo de constrangimento. Esse por sua vez se negou a aceitar a aposentadoria, e decidiu com o apoio da família, travar uma guerra contra a diretoria eleita democraticamente.

O caso foi parar na justiça e documentos começaram a ser apresentados a fim de embasar as acusações de fraude.

O site O Fuxico Gospel é especializado em notícias gospel e teve acesso com exclusividade a cópia de uma ata, em que são listados diversos produtos que foram comprados com o dinheiro da igreja.
Os produtos e serviços, foram adquiridos em nome do NDS (Núcleo de desenvolvimento Social) que a igreja mantém.
Na época, o NDS estava sob a presidência da irmã Cleide Fidélis, esposa do pastor Salatiel.
A lista chamou a atenção pela presença de alguns itens que não condizem com princípios cristãos, a exemplo de “Lata de cerveja Skol”.

Além da compra da cerveja, comprovada inclusive por nota fiscal, a presidente usava o dinheiro do NDS, para pagar sua própria taxa de condomínio, favorecer parentes e amigos próximos e ainda foram encontradas diversas notas de compra de produtos que não fazem parte das necessidades básica do núcleo.

O Núcleo de Desenvolvimento Social é custeado pelas doações da igreja, e por tanto, a esposa do pastor Salatiel Fidélis está sendo acusada de desviar o dinheiro da igreja que deveria ser usado inteiramente no NDS, para seu uso pessoal.

Confira:

Apesar das acusações, Salatiel e seus familiares optaram por levar o caso até a justiça a fim de se manter na presidência.
O caso se tornou público, depois que membros da igreja decidiram se manifestar nas redes sociais, compartilhando vídeos gravados durante as  reuniões que de forma desordenada, substituiriam os cultos.  Pelo que se vê nos cultos da igreja sede, em quase todos os cultos existe discussão, onde o pastor “idoso”, insiste em se agarrar ao altar e se nega a permitir que os cultos prossigam, alegando que só sai de lá quando estiver morto, como é possível constatar em vídeos.

O Fuxico Gospel teve acesso com exclusividade, as atas das últimas reuniões da diretoria da igreja.  Nelas, é possível ver que a diretoria ofereceu a possibilidade de jubilar o pastor (Uma espécie de aposentadoria), mas ele não aceita a proposta prevista no regimento interno da igreja, e insiste em continuar sendo presidente do ministério.
Quanto as acusações de fraude e desvio de recursos da igreja, o pastor Bruno Marinho, que é sobrinho do pastor Salatiel Fidélis, confirmou que teria usado dinheiro da igreja em fins pessoais, e explicou que o dinheiro seria devolvido posteriormente, argumento que naturalmente não foi aceito pelos membros da diretoria.
o vídeo abaixo mostra o pastor se negando a deixar a igreja:

Uma das filhas do pastor Salatiel, Irmeir Marques que vive nos Estados Unidos, conversou com o O Fuxico Gospel e negou as acusações contra o pai, pedindo inclusive a retirada do vídeo em que o pastor Salatiel aparece se apegando ao altar.
Em seu perfil no Facebook, Irmeir publica diariamente postagens em defesa do pai, e ataca a diretoria da igreja, e inclusive chamando de rebelados e hipócritas aqueles que são a favor do afastamento do pastor Salatiel Fidélis.

(O post abaixo é de 2016)

Fuxico Gospel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.