EUA planejam oferecer garantias de segurança sem precedentes à C. do Norte

Os Estados Unidos estão “preparados” para oferecer à Coreia do Norte garantias de segurança sem precedentes na história das negociações nucleares entre os dois países, afirmou nesta segunda-feira o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

“Estamos preparados para oferecer garantias de segurança que são diferentes e únicas se comparado com o que os Estados Unidos fizeram no passado”, disse Pompeo em entrevista coletiva em Singapura.

O titular das Relações Exteriores respondeu assim a uma pergunta sobre se o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, conversarão na cúpula desta terça-feira sobre a presença de mais de 28 mil soldados americanos na Coreia do Sul.

No entanto, Pompeo não quis esclarecer se as garantias de segurança que Washington está disposto a oferecer a Pyongyang têm a ver com uma redução ou retirada de suas tropas na península coreana.

“Estamos preparados para tomar medidas que darão (à Coreia do Norte) uma certeza suficiente que podem estar cômodos sabendo que a desnuclearização não acaba mal para eles “, se limitou a indicar Pompeo.

Isso não significa, ressaltou, que o Governo de Trump tenha “mudado” o objetivo de sua aproximação diplomática com Pyongyang.

“A desnuclearização completa, verificável e irreversível da península coreana é o único resultado que os Estados Unidos aceitarão”, destacou Pompeo.

“Vamos assegurar que estabelecemos um sistema suficientemente robusto para verificar” que os norte-coreanos cumprem com os compromissos de desnuclearização, prometeu.

O secretário de Estado se mostrou “muito otimista” sobre o sucesso da cúpula desta terça-feira, mas também rebaixou as expectativas sobre o resultado.

“Estas conversas estabelecerão um marco para o difícil trabalho que virá depois” nas negociações nucleares, recalcou.

“O presidente Trump vai falar com confiança, uma atitude positiva e vontade de um verdadeiro progresso”, acrescentou.

Pompeo disse, além disso, que as negociações entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte para preparar a agenda da cúpula avançam “muito rapidamente”, por isso que espera chegar a uma “conclusão mais rápido do que o previsto”.

Delegações diplomáticas de alto nível dos dois países se reuniram hoje no Hotel Ritz Carlton de Singapura pela última vez para fechar a agenda de histórico encontro.

Durante a mesma entrevista coletiva, Pompeo revelou que o presidente Trump tinha falado hoje com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pelo telefone.

EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.