PIB do Japão sofre 1ª queda trimestral após 8 altas consecutivas

O Produto Interno Bruto (PIB) do Japão caiu 0,6% entre janeiro e março, em comparação com o mesmo período no ano passado, o que representa sua primeira queda após oito trimestres consecutivos de altas.

Nos primeiros três meses deste ano, a terceira maior economia mundial sofreu retração de 0,2% em comparação com o período outubro-dezembro de 2017, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo governo do país asiático.

No último trimestre de 2017, o PIB japonês tinha aumentado 1,6% em comparação com o mesmo período em 2016 e 0,4% em relação ao terceiro trimestre.

O consumo doméstico, principal pilar da economia japonesa e cuja leve recuperação tinha favorecido avanços anteriores no PIB, ficou estável no primeiro trimestre.

Os gastos das famílias é uma peça chave dentro da estratégia conhecida como “Abenomics” – em referência ao sobrenome do primeiro-ministro que a promove, Shinzo Abe -, que visa criar um “círculo virtuoso” de lucros corporativos, aumentos salariais e altas de preços para tirar o Japão de um longo ciclo deflacionário.

O investimento de capital corporativo caiu 0,3% na comparação com o primeiro trimestre de 2017 e permaneceu inalterado em relação aos três meses precedentes. Os investimentos públicos, por sua vez, cresceram 0,1% na comparação com o ano anterior, mas não saiu do lugar no que diz respeito ao último trimestre de 2017.

As exportações continuaram com um bom ritmo e avançaram 2,6% no se levado em conta o período de 12 meses e um 0,1% em relação ao quarto trimestre de 2017.

A retração registrada pela economia japonesa é maior do que a prevista pela maioria dos analistas, e representa a primeira desde o trimestre outubro-dezembro de 2015, após o qual o PIB japonês iniciou sua expansão mais duradoura em 28 anos.

Fonte: EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.