AC: Bope prende integrantes de facção com fuzis e 33 kg de maconha no Santa Inês

Duas equipes do Bope foram até o local e conseguiram prender Nunes Pereira de Assunção, 29 anos, Anilton Freitas Amorim, 34 anos, e Fabines Lopes de Araújo, 25 anos.

Homens do Bope prenderam 3 integrantes da facção criminosa Bonde dos 13 com 33 quilos de maconha e armas na Rua São José, bairro Santa Inês, em Rio Branco, no domingo  (13).

De acordo com informações da polícia, os policiais receberam uma denúncia de que três homens estavam armados em um carro vermelho e se preparavam para executar um jovem por dívida de droga.

Duas equipes do Bope foram até o local e conseguiram prender Nunes Pereira de Assunção, 29 anos, Anilton Freitas Amorim, 34 anos, e Fabines Lopes de Araújo, 25 anos.

Com o trio foi apreendido dois fuzis e uma pistola. A droga foi apreendida com ajuda de cães farejadores.

Segundo a PM, os suspeitos presos são considerados de alta periculosidade. Eles foram presos e responderão por tráfico de drogas e organização criminosa.

O comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), major Assis dos Santos, informou que o flagrante ocorreu após uma denúncia anônima. Segundo ele, a polícia recebeu informação de que uma pessoa estaria sendo ameaçada por um grupo de facção criminosa rival.

“A denúncia começou com um caso de ameaça, fomos averiguar esse primeiro evento, que evoluiu para essa apreensão. Em um local, achamos parte da droga, e em outro local mais uma parte”, contou o major.

(Foto: Divulgação/PM-AC)

A equipe fez a abordagem em uma residência, onde estavam as três pessoas, e nas buscas, acabou encontrando 32 barras de maconha. De acordo com o comandante do Bope, parte da droga estava escondida no forro da casa e outra parte enterrada no terreno.

“Levamos os nossos cães farejadores e eles encontraram essa droga que estava escondida tanto no forro como no quintal dessa casa. Além dessa droga, as três pessoas foram presas, um carro e uma motocicleta foram apreendidos”, afirmou Santos.

Os três suspeitos foram levados para a Delegacia de Flagrantes de Rio Branco (Defla) para as providências.

Fonte: Folha do Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: